editorial

Neste editorial do mês de Maio a ideia era escrever sobre o papel, o trabalho, a condição, a coragem ou o desafio de ser mãe. Confesso que nunca meditei sobre o que é ser mãe; o que uma mãe deve ou tem que fazer e o que é suposto esperar-se de uma mãe. Simplesmente fui e sou mãe.

Fui mãe pela primeira vez há 19 anos e também nessa altura nunca projectei nenhum papel, estado ou condição daquilo que seria ou deveria ser como mãe. A verdade é que ser mãe, antes de qualquer coisa, é uma Aventura. É um tiro no escuro. É entrar no desconhecido sem volta atrás. É uma aprendizagem constante. Porquê? Primeiro porque os filhos quando nascem não trazem instruções. Essa coisa do instinto maternal que sempre ouvi falar, comigo pelo menos, não funcionou: não sabemos porque choram, não sabemos o que querem. Mas aprende-se. Vamos tacteando no desconhecido até que por fim percebemos o que fazer para acalmar as cólicas ou para aliviar a dor dos primeiros dentes.

A primeira infância dos meus filhos foram tempos conturbados, e apesar do meu marido partilhar em pé de igualdade as tarefas domésticas e as responsabilidades familiares, a verdade é que ter 3 filhos em 4 anos não é fácil de gerir quando se tem que conjugar profissão e família. Desse tempo guardo grandes memórias e muita saudade. É um tempo em que os filhos são só nossos.

Mas a aventura continua… agora entramos na adolescência e com esta fase as brigas, as teimas, os donos da verdade, das certezas, das respostas “…isso não é justo, vai contra a minha liberdade!”.

E mais uma vez (re)aprendi a ser mãe. Aprendi que apesar de terem o mesmo pai e a mesma mãe os filhos têm personalidades diferentes, interesses diferentes, reagem de forma diferente e merecem, portanto, educações diferentes. O que funciona com um não funciona com o outro e em muitos casos nem sempre acerto. Não sou uma mãe perfeita mas procuro fazer o melhor que sei e posso.

Em resumo: ser mãe é aprender com os filhos a ser mais tolerante, a aceitar as diferenças, a ter paciência embora perdendo-a muitas vezes; a relativizar o tempo; a ficar para segundo plano; a prescindir em prol deles…

Ser mãe é sermos pessoas melhores, não do que os outros, mas do que nós mesmos.

Ana Moura Pinheiro

noitedasmaes

Noite das Mães’ na Kid to Kid

Na sexta-feira, dia 06 de maio, as lojas estão abertas à noite para receber as mães que queiram aproveitar o desconto de 20% em todos os artigos (exceto os artigos à consignação). Ler mais

feiradobebe

Feira do Bebé na Kid to Kid

De 09 a 21 de Maio, as 23 lojas da Kid to Kid colocam em promoção milhares de artigos da secção dos 0 aos 9 meses. Ler mais

tradicoes

As tradições familiares que passam de geração em geração!

A forma como a família tira férias, vive os fins de semana, comemora os aniversários ou outras datas festivas, revela aspectos importantes do espírito e cultura familiar. Ler mais

pasteldelondres

Receita: Pastéis de Londres

As receitas de família que mais guardamos nas nossas memórias, são as de casa dos nossos avós. Por isso, a master da Kid to Kid, Ana Moura Pinheiro, deixa-nos a receita de Pastéis de Londres da sua avó, muito apreciada por toda a família. Bom apetite! Ler mais

zmar

Zmar Eco Experience sugere programas em família!

Para os leitores da newsletter Kid to Kid, o Zmar Eco Experience oferece 10% de desconto em alojamento com pequeno-almoço durante o mês de Maio. Apenas para reservas via email. Ler mais

Lisboa

yoga

Yoga no Open Day do LX Factory

Dia: 7 a 8 Maio

Local: Lx Factory, Lisboa

Mais informações

barafunda

Barafunda

Dia: 19 a 29 Maio

Local: Teatro Maria Matos, Lisboa

Mais informações

constroioteujogodigital

Constrói o teu jogo digital

Dia: 21 Maio

Local: Centro Ser Mais, Telheiras

Mais informações

Porto

oficinadeartes

Oficina de artes

Dia: 07 Maio

Local: Mapa Zero, Ermesinde

Mais informações

festivaldacrianca

Evento 1º Festival da Criança

Dia: 15 Maio

Local: Maia

Mais informações

ludicidade

Ludi’Cidade 2016

Dia: 12 a 15 Maio

Local: Parque da Cidade, Porto

Mais informações